sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

O povo português, os jovens e a JP!!


Os portugueses não se dão ao trabalho sequer de analisar o que o governo está a fazer (tanto de bom como de mau) apenas sabe criticar tudo e todos.Nunca estão Conformados com nada.

Nuestros Hermanos entraram ao mesmo tempo que Portugal para a União europeia e observemos esse pais vizinho.O seu nível de vida bem acima do nosso. E porque? Tudo graças á competência e estabilidade do seu Governo e o nosso?.

Sejamos políticos ou não há que encarar o povo português como ele é. O nosso povo não tem espírito de esforço e de sacrifício.Esperam comodamente que venha alguém mudar o que realmente está incorrecto. Penso que é altura de acabar com isto.

Então como agradar a este povo? Os sucessivos governos continuam com as mesmas estratégias para se manterem no poder. Gastam fortunas em medidas populistas para agradarem (como medidas de saneamento das contas publicas e de incentivo ás empresas ) apenas para levarem o português a votar.
Mas mais uma vez o típico potuguês apenas olha para o seu umbigo e toca a burlar o estado e passar e pedir facturas não é bem do seu carácter.
A conclusão que retiro é que o povo português é tipicamente corrupto.
Falta educação, civismo e honestidade começando pelo mais poderoso ao mais modesto.

Não admira então que os jovens não gostem de politica se o exemplo deveria vir dos governadores e acontece exactamente ao contrario.
Então os jovens ao verem tamanha “vergonha” ou se revoltam ou então ignoram e viram costas ao problema porque acham que o português é mesmo assim e que não há nada a fazer.

Mas está errado.

Apesar do português ter genes “ comodistas” existe sempre alguém com outro ponto de vista e disposto a lutar contra o que na verdade está mal.
Não gosto destas características que o nosso povo tem, mas na verdade somos mesmo assim.Por estas razões é que tenho lutado contra.E se tu não te consederas mais um “conformista” então a JP de Valongo espera por ti.

Secretaria-geral
Mónica Alexandra

1 comentário:

Eduardo disse...

Concordo com aquilo que escreves, mas discordo que o povo português seja comodista. Apenas o povo não tem meios de alcançar o seu verdadeiro desejo. É muito complicado reclamar contra o Estado Português. Vive-se nun sonho de que seja sempre o outro a resolver o problema, e (até o nosso problema). Mas parabéns pelo blogue! Espero escrever mais umas notícias daqui por uns dias.